O que faz sucesso no e-commerce

Somos o 6° país do mundo em E-Commerce atualmente. Foi uma via inaugurada há mais ou menos 17 anos no Brasil, que começou com muita desconfiança, tanto por parte dos consumidores bem como dos empreendedores. Consumidores tinham receio em passar seus dados e empreendedores não acreditavam que esse tipo de canal on-line poderia gerar receitas. Algumas mentes muito inteligentes acabaram tendo a iniciativa de transmitir a mensagem de que isso é feito para gente sofisticada e faria do consumidor da época um consumidor diferenciado.

Segundo o especialista responsável pelo 1° caso de E-Commerce bem sucedido no país e diretor-fundador da Digital Flavor, Marco da Silva Júnior, comprar pela internet há algum tempo era motivo para comentar o fato em um jantar com amigos dispostos a escutar, e assim eles acabavam sendo influenciados. Graças à iniciativa dessas pessoas com desejo de praticidade na hora das compras, o comércio eletrônico passou a se popularizar e à medida que crescia, a desconfiança, de ambos os lados, desaparecia.

O segredo do sucesso

Com o mercado aquecido, todos os olhares estão voltados para esta “nova” ferramenta. De acordo com estudo divulgado pelo Ibope, o número de visitas a sites de comércio eletrônico subiu 14,5% do mês de junho de 2010 para o deste ano. Um dos grandes fatores pelo crescimento foi os sites de compras coletivas, onde a categoria teve cerca de 31 milhões de usuários em único mês.

Após esses números, notou-se um aumento significativo na quantidade de sites que são inaugurados diariamente. Mas a pergunta que fica para os idealizadores é: como se destacar no meio desse leque de oportunidades?

“Nosso principal diferencial é a capacidade de constantemente inovar e melhorar nossos sistemas internos de qualidade. Por termos uma rede internacional, conseguimos oferecer novidades e melhorias tecnológicas com mais agilidade. Além disso, não usamos apenas o raciocínio do preço. A proposta é ser mais do que um site de descontos, para isso buscamos ofertas que tenham valor agregado com a experiência e é aí que está a principal diferença para o nosso consumidor. Para os parceiros, temos um grande número de ferramentas que auxiliam na hora de desenhar as ofertas. O serviço prestado tem que ser bom para os dois lados: empresa e consumidor,” destaca o CEO do Groupon  Brasil, Miguel Queimado.

O consumidor mais exigente é o brasileiro. Quer preço, quer prazo, quer eficiência e bom atendimento. Pode ser fora dessa ordem, desde que não falte nenhuma dessas qualidades. Quem consegue o sucesso nesse mercado são as empresas (ou investidores) que compreendem e suprem essas necessidades. Resumindo: tenha preço, tenha um curto prazo de entrega e cumpra-o, tenha variedade, e acima de tudo, tenha facilidades na hora do pagamento.

Além de bons preços e bom atendimento também é importante que se pesquisem inovações para os seus clientes.

“O brasileiro gosta de promoções e de compartilhar novidades com os amigos. Crescemos rapidamente graças ao alto grau de viralização e recomendações, especialmente nas redes sociais. No início, atingimos um público mais de nicho – jovens, usuários de redes sociais, adeptos de novas tecnologias e conceitos – porém com o tempo, este público foi crescendo e ficando cada vez mais diversificado devido ao baixo risco de experimentação e às vantagens realmente muito atrativas”, afirma Leticia Leite, diretora de Comunicação Coorporativa do Peixe Urbano.

Dicas para o seu comércio eletrônico

Se você já está ou quer entrar neste mercado, confira, a seguir, algumas dicas fundamentais para aumentar a confiabilidade do seu site e torná-lo um sucesso:

• Seja empático - imagine-se dono de uma loja virtual. Depois tente imaginar uma pessoa qualquer entrando no seu site pela primeira vez, sem nunca ter ouvido falar da sua marca. As primeiras perguntas que vem na cabeça de alguém que se depara com algo novo são: Quem são eles? De onde vieram? É seguro? Entregam? São golpistas?

• Ofereça o máximo de informações - os consumidores antes sequer de abrir a página do produto vão querer sanar sua desconfiança generalizada: procurarão no Google e nas mídias sociais se o site tem reclamações, clicarão nos “selos” de certificado como conexão segura, auditado contra hackers. E alguns procurarão no site o CNPJ, o endereço da loja e telefones fixos;

• Ofereça confiabilidade - exponha tudo sobre o passado e o presente dos negócios. Exponha também todos os dados do estabelecimento e todos os selos de certificado, e principalmente: capriche na página ‘Quem Somos’, pois lá os lojistas têm a oportunidade de contar e provar suas origens;

• Preste um serviço de qualidade - acredite na importância de recrutar e desenvolver os melhores profissionais e de formar a melhor equipe possível, pois são as pessoas e a estrutura por trás de cada site que também fazem a diferença;

• Respeite o seu cliente – procure manter a reputação da sua marca, aja de forma totalmente ética e transparente com os consumidores, crie fóruns interativos e trabalhe com fornecedores e parceiros de qualidade. Sane sempre o mais rápido possível, situações de descontentamento em experiências de compra;

• Seja inovador - reinventar o negócio é uma necessidade diária, principalmente em um setor que tem a internet como principal meio. Esteja sempre atualizado e em sintonia com os anseios do consumidor

Fonte: O que faz sucesso no comércio eletrônico? | Portal Carreira & Sucesso