super_gerente_ecommerce_thumb

Menos operacional, mais estratégico. Assim deve ser o gerente de e-commerce, peça estratégica no tabuleiro de xadrez que é vender pela internet. O setor cresce em desempenho na economia brasileira (cerca de 40% ao ano) e por isso mesmo a competitividade deve ser mais e mais acirrada em um curto período.Fazer com que uma loja virtual se destaque será fundamental, e esse papel será do gestor, que para isso precisará voltar os esforços para o marketing, entre outras ferramentas de vendas que devem fazer parte da realidade da empresa virtual.

O momento pede por uma reinvenção do gerente de e-commerce. Ainda é comum que o profissional perca tempo em funções que ele pode delegar. A descentralização das funções operacionais é uma das principais recomendações do diretor de engenharia de software da JET Tecnologia, Fernando Mansano, para o crescimento de uma loja virtual.

 

Automatização de tarefas

Ter à disposição uma equipe competente é indispensável nesse processo, assim como a contratação de ferramentas tecnológicas para o auxílio em tarefas que hoje podem ser completamente automatizadas. “O mercado já oferece sistemas inteligentes. A partir deles, é possível verificar a autenticidade de um pedido, monitorar os preços praticados pelos concorrentes e personalizar a vitrine da loja virtual a um cliente que já deixou traços do que procura nas lojas virtuais”, explica Mansano.

Alguns processos precisam ser acompanhados pelo gerente. Para essas situações também já existem ferramentas específicas. Ainda de acordo com Mansano, “o consumidor que opta pela internet se mantém atento às mudanças de Status do pedido. Qualquer demora no processamento do pedido é vista com insegurança, por isso as ferramentas que funcionam como alerta ao gerente são fundamentais”.

A reinvenção do gerente de e-commerce é inevitável e com ela o e-commerce pode proporcionar grandes saltos ao mercado como um todo. No dia em que a figura por trás do sucesso das lojas virtuais puder olhar com cuidado ao marketing digital, à logística da empresa, o e-commerce estará realmente consolidado junto ao público-alvo. O gerente poderá, enfim, se atentar a dados, como o que indica que 45% dos e-consumidores brasileiros consideram o tempo de entrega ao finalizar o pedido em uma loja virtual e então atender necessidades como essa.

 

Este tema foi abordado por Fernando Mansano na última Semana Ecommerce, realizada no final de 2011. Não perca a próxima Semana Ecommerce no dia 03 de março de 2012 no auditório da Anhembi Morumbi. Veja algumas fotos:

fotos_palestras_miniaturas
Em síntese foi isso que abordei no evento e no link abaixo vocês podem conferir os slides.

http://www.slideshare.net/ecommerceclass/reinventando-o-gerente-de-ecommerce-semana-ecommerce