Tag Cloud com a palavra Censurado

Neste artigo eu gostaria de compartilhar uma experiência que eu, Fernando Mansano, passei para podermos refletir sobre a importância do planejamento das ferramentas e funcionalidades de uma loja virtual.

Há alguns anos atrás, logo no auge da Web 2.0, estava fazendo uma pesquisa de concorrentes online com um de nossos clientes e encontrei um fato muito curioso em uma dessas lojas virtuais.

Enquanto analisava as funcionalidades, navegabilidade e usabilidade da plataforma do concorrente, me deparei com uma palavra, ou melhor um “palavrão” (muito vulgar), em sua “nuvem de tags” (tag cloud) com um grande destaque onde a fonte de texto deveria estar em tamanho 26. Confesso que assustei-me com o fato nada conveniente e procurei entender o que ocorria naquela loja virtual. Após investigar, percebi que qualquer palavra que fosse digitada na busca de produtos, seria automaticamente adicionada à relevância das buscas já efetuadas.

Isso é totalmente prejudicial à imagem da empresa e também mostra uma grande desorganização pois este termo ficou por lá por vários dias e ninguém fez nada.

Então nos perguntamos, o que deveria ter sido feito?

Bom, o erro começou durante o planejamento e definição deste módulo de tag cloud. Faltou inserir um processo de gestão e aprovação das palavras pesquisadas na loja virtual, pois esta “aprovação automática” é muito arriscada neste tipo de funcionalidade. Não dá para esperar que o gestor da loja virtual fique responsável de observar este tipo de problema na loja virtual, pois este tem outro foco, mas é importante que a plataforma de e-commerce ajude o gestor, dando-lhe segurança e apoio às suas estratégias.

Moral da história: vamos gastar mais tempo planejando e menos em execução, correção e arcando com as consequências de erros (como este).